O fim dos APPs para Celular (Pelo Menos do Jeito que Conhecemos)

O fim do app para celular pode estar próximo! Pelo menos da forma como conhecemos hoje!

Hoje a maioria das empresas está focada no mobile, não é para menos, hoje no mundo existe mais de 5 bilhoes de smartphones no mundo (fote: https://oglobo.globo.com/economia/numero-de-usuarios-unicos-de-celular-chega-cinco-bilhoes-no-mundo-22436866), o que nos leva a um mercado gigantesco para profissionais e empresas que desenvolvem aplicativos para IOs e Android.

Porém, acredito, que em mais uns 5 anos esse mercado pode ser totalmente diferente do que é hoje, os APPs para celular não serão mais como hoje!

Como assim? Explico!

Vamos um pouco da histórias da computação.. tecnologia.. etc..

No início dos anos 2000 as grandes empresas de computadores (Dell, IBM, etc..) lutavam cada vez mais para aumentar a capacidade de processamento e armazenamento dos computadores e notebooks (o que ocorre ainda até hoje), era muito comum a procura por HDs e armazenamento de grande capacidade, pois com a capilaridade da banda larga vançando e sugimento de tecnologias P2P (com o Napster como precursor), a demanda por dowlods de videos e músicas deu um grande “boom”.

Era muito comum as pessoas deixarem baixandos gigas e mais gigas de dados para o computador ou notebook.

Se olharmos um pouco para trás neste ponto, veremos que hoje o sistema de P2P foi sendo substitúido pelo Streaming e os programas de PC foram para a nuvem.

Essa situação é bem semelhante ao que vivemos hoje com os Smartphones, os primeiros lançamentos dos smart em meados de 2002 e a acessibilidade desses produtos nos anos de 2010 também começaram uma corrida por capacidade de processamento e armazenamento.

Temos que imaginar esse mesmo cenário atual dos Smartphones com o cenário dos antigos PCs e notebooks, foi necessário a consolidação e capilaridade da banda larga e de tecnologias de streaming e nuvem. Hoje ninguem liga se vc quer ter um HD de 50Tb, pois não baixamos mais filmes e musicas, nosso documentos estão na nuvem, os programas são acessados diretos no browser, programas antes como Excel, Outlook, Editores de Imagem, etx. são todos na nuvem, sem necessidade de instalação.

Isso cria uma quebra de paradgma muito grande, onde, hoje você não precisa de recursos locais, precisa somente de uma boa banda de internet e um servidor na nuvem!

Hoje com um notebook mais simples (e até o smartphone) você faz praticamente tudo o que um computador com 10T de espaço em disco faz (lembrando que não estou entrando em mérito de processamento, e sim armazenamento), pois tudo está na nuvem.

Acredito que com as tecnologias de internet móvel avançando, é somente uma questão de tempo (e não muito), que o setor de app irá sofrer uma grande mudança, você vai poder rodar qualquer app, em qualquer verão indiferente do SO do seu Smartphone, e sim! Vai ser na nuvem!

Esse é um caminho natural e sem volta!

As empresas de Aplicativos já deveriam começar a se preocupar, pois “baixar aplicativo” tem um furuto não muito promissor.

Inclusive essa separação existente hoje de App para IOs / App para Android, também está fadada a não existir, num futuro não muito distante tudo será nuvem, inclusive, acredito eu, que você poderá rodar até jogos do Xbox ou Play Station sem ao menos precisar ter os consoles, jogar direto na nuvem pelo seu celular.

Por enquanto, vamos espremendo aplicativos cada vez maiores em armazenamentos cada vez menores… apagar um para colocar o outro…

Vamos aguardar anciosamente uma mudança desse paradgma, assim como ocorreu com os softwares do PC.


Dimitri Gallucci Sidney é Coordenador de E-commerce e CEO na EmpreenderMe

Formado em Ciências da Computação e Pós Graduado em Telecomunicações, louco por tecnologia e ficção cientifica!

2018-12-17T23:09:56-02:00